Vale a pena alugar ações?

Comentários · 985 Visualizações

Tem ações na bolsa de valores? Você já ouviu falar em aluguel de ações?

A maioria das pessoas que investem em ações desconhecem essa possibilidade, mas sim é possível alugar ações! Ficou curioso sobre o assunto? Deseja saber mais? Então acompanhe este artigo até o fi

Aluguel de ações: Como funciona essa prática?

O aluguel de ações é uma estratégia avançada no mercado de investimentos, que envolve necessariamente dois interessados:

 

1.Proprietário: Pessoa que possui o direito sobre determinadas ações de longo prazo, mas que deseja auferir uma renda no curto prazo, alugando esse direito a interessados.

 

2.Investidor Trader: Investidor experiente que acompanha as oscilações do mercado, buscando auferir rentabilidade no curto prazo.

 

Agora, é preciso entender como o negócio funciona na prática!

 

Para facilitar o seu entendimento sobre o aluguel de ações vamos detalhar através de um exemplo fictício como o processo funciona na prática.

 

Para isso vamos considerar que você como investidor (proprietário) possui ações de uma determinada empresa, por exemplo a Magazine Luiza - MGLU3.

 

No final de fevereiro do ano de 2020, as ações da Magazine Luíza eram cotadas na casa dos R$ 50 reais.

 

No entanto, 1 mês depois essa mesma ação chegou a ser comercializada por R$ 30,00 reais.

 

Agora imagine que você como investidor da MGLU3, tenha dados que praticamente comprovam que essa ação vai cair consideravelmente. O que você faria? Venderia?

 

Vendendo essa ação a R$ 50,00 e recomprando posteriormente a R$ 30,00, seu lucro seria de R$ 20,00. Um bom lucro, não é mesmo?

 

É exatamente isso que um trader deseja fazer ao alugar uma ação.

 

Um trader experiente pode perceber antecipadamente que determinada ação possui grandes chances de desvalorização no curto prazo.

 

Sendo assim, ele procura ações para locação no mercado. No nosso caso, ações da Magazine Luiza.

 

Logo após alugar, ele vende as ações pelo seu valor atual e aguarda a desvalorização para comprar as ações novamente, porém com um valor mais baixo.

 

Com essa prática o trader acaba lucrando com a diferença, sem prejudicar o proprietário da ação.

 

No aluguel de ações, acabam saindo no lucro o proprietário que recebe a taxa de aluguel e o trader que ganha com a especulação.

 

Muito interessante não é mesmo?

Como colocar minhas ações para aluguel?

Possui ações de longo prazo e ficou interessado em disponibilizá-las para aluguel? Então, confira no passo a passo abaixo como é simples:

 

1º Passo: Informe a sua corretora através do Home Broker que suas ações estão disponíveis para aluguel.

 

Informe também o tempo máximo de aluguel das suas ações, o valor a ser cobrado pelo aluguel e também o quantitativo de ações que podem ser alugadas.

 

2º Passo: Uma ordem de aluguel é emitida e suas ações ficam disponíveis para um possível interessado.

 

3º Passo: Um interessado (trader) aluga as ações, pagando por elas uma determinada taxa (valor do aluguel).

 

Durante o período em que possui as ações em sua posse o trader realiza operações de compra e venda visando obter lucro com as ações no curto prazo.

 

4º Passo: Logo após um período previamente determinado, as ações retornam para o investidor pelo seu valor de mercado, ou seja, o investidor não perde absolutamente nada e ainda lucra com a taxa de aluguel.

 

Vale destacar também, que mesmo com as ações em aluguel o proprietário continuará recebendo seus dividendos.

Alugar ações é seguro?

Sim. Apesar de ser uma modalidade pouco conhecida e praticada o aluguel de ações é uma prática legal, regulada e regulamentada pela BMFBOVESPA.

 

O aluguel de ações é uma prática 100% segura e que pode trazer bons retornos no curto prazo!

 

Sendo assim, agora você já sabe, quando alguém perguntar a você se vale a pena alugar ações, a sua resposta deve ser: Sim, vale a pena!

Comentários