Por que as pessoas estão optando pela Bolsa de Valores em plena crise

Comentários · 347 Visualizações

O que tem levado as pessoas a modificar as suas estratégias de investimento e optar pela Bolsa de Valores em plena crise?

Apostar na renda variável em um momento de pandemia e crise financeira pode a princípio parecer até mesmo algo insensato, mas vamos explicar em detalhes esse movimento do mercado e dos seus investidores.

Você também está curioso para saber o que está levando as pessoas a investir em opções mais arriscadas como a Bolsa de Valores? Então não deixe de acompanhar este artigo até o final!

A redução da Taxa Selic e o seu impacto sobre os investimentos em renda fixa

Para começar a desvendar o que está por trás da mudança de comportamento dos investidores, é importante saber que existem dois grandes grupos ou tipos de investimento: a renda fixa e a renda variável.

Cada um desses grupos possuem características específicas, vejamos:

Renda Fixa: A renda fixa é composta por investimentos que oferecem em geral baixo risco ao investidor, ou seja, maior segurança e em contrapartida rendimentos menores.

Renda Variável: Já a renda variável é composta por opções de investimento com riscos maiores, mas em contrapartida com possibilidade de maiores ganhos.

Logo, podemos concluir que muitos investidores preferiam investir a maior parte dos seus recursos na renda fixa e assim garantir alguma rentabilidade e ao mesmo tempo segurança.

No entanto, é justamente quando falamos sobre a rentabilidade da renda fixa que percebemos o primeiro grande motivo para a mudança de estratégia de muitos investidores.

Talvez você ainda não saiba, mas os rendimentos oferecidos pelos principais investimentos da renda fixa estão atrelados a Taxa Selic, que durante muito tempo esteve em forte alta sendo fixada acima dos 10% ao ano.

Com a Selic em alta a renda fixa oferecia bons rendimentos sem com que o investidor ficasse exposto a riscos. No entanto, nos últimos meses a Selic vem despencando, principalmente depois que a pandemia chegou ao Brasil.

Com a Selic em baixa, o governo busca estimular a economia e o mercado de crédito para enfrentar a crise econômica. No entanto, por outro lado, acaba derrubando a rentabilidade da renda fixa, que como falamos está diretamente ligada a Selic.

Atualmente, a Selic está fixada em apenas 2,25% ao ano, uma taxa abaixo até mesmo da inflação prevista para o período.

Logo, podemos concluir que a baixa rentabilidade da renda fixa é um dos motivos que estão levando os investidores para a Bolsa de Valores mesmo na crise.

A queda da Bolsa de Valores

Outro fator que tem levado as pessoas a investirem mais na Bolsa de Valores é a possibilidade de altos ganhos no pós-pandemia.

Para que você entenda melhor, antes dos efeitos da pandemia o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores, havia alcançado um patamar histórico e superior aos 115 mil pontos!

No entanto, com a chegada da pandemia, a Bolsa despencou por sucessivos dias e chegou até mesmo a paralisar as suas operações em alguns momentos. Neste período de forte queda o índice Ibovespa chegou a ficar abaixo dos 64 mil pontos.

Nesse momento, muitos investidores perceberam que poderiam comprar algumas ações com preços muito baixos para lucrar no pós pandemia.

Sendo assim, podemos concluir que a maior procura pela Bolsa de Valores está relacionada a queda da rentabilidade dos investimentos na Renda Fixa e também a desvalorização fora do normal de algumas ações, o que pode gerar bons lucros no pós-pandemia com a normalização do mercado.

E você, ainda está com aquele dinheiro na poupança ou em títulos de renda fixa? Talvez seja a hora de conhecer um pouco mais sobre renda variável e encontrar opções mais lucrativas para que o seu dinheiro renda mais!

Para ficar sempre bem informado e ter acesso a dicas sobre o mercado financeiro, continue acompanhando o nosso site!

Comentários