Aprendendo sobre Follow on - O que é, como funciona, vantagens, desvantagens e riscos

Comentários · 515 Visualizações

Você já ouviu falar em follow on ou então na chamada oferta subsequente de ações? Nesse artigo, o Guia Sardinha vai explicar em detalhes o significado desse termo, suas vantagens, desvantagens e riscos, você não pode perder!

O que é Follow On?

No mercado de ações, entende-se como follow on o processo pela qual uma empresa que já possui capital na Bolsa de Valores, decide emitir novas ações. Vale destacar, que esse processo em específico é completamente diferente de um IPO (Initial Public Offering), que é realizado por empresas que estão entrando na Bolsa de Valores.

 

É importante que você saiba também, que um follow on pode ser dividido em dois grupos: o grupo das ofertas primárias e o grupo das ofertas secundárias. Vamos entender a diferença entre essas ofertas?

Oferta Primária

Em um follow on, considera-se como oferta primária aquela em que a empresa de forma direta decide lançar novas ações no mercado. Captando assim, novos recursos e ao mesmo tempo ampliando a sua base de acionistas.

Oferta Secundária

Já a oferta secundária, é aquela que ocorre quando um grande acionista resolve colocar suas ações à vendas para outros investidores. Apesar da decisão do investidor ser independente, deixando a empresa em questão sem direito de escolha, considera-se também nesse caso, a ocorrência de um follow on.

 

Como podemos observar, na oferta primária há uma vontade da empresa, enquanto que na secundária pode não haver vontade da empresa em si, mas de um grande acionista.

 

Outro detalhe importante que deve ser observado, diz respeito aos recursos arrecadados, pois enquanto que na oferta primária eles vão direto para o caixa da empresa, na oferta secundária, o valor arrecadado é entregue ao investidor e acionista que decidiu pela venda das suas ações.

Oferta Pública e Oferta Privada

Além da sua classificação em oferta primária e secundária, um follow on também pode ser classificado como público e privado. Veja a diferença entre cada tipo de oferta:

 

Oferta Pública: Na oferta pública a empresa coloca as ações a venda do mercado em geral, possibilitando assim que qualquer interessado compre os novos papéis da empresa.

 

Oferta Privada: Já na oferta privada, a empresa restringe a comercialização das ações apenas para grandes investidores, fundos e pessoas jurídicas.

Vantagens e desvantagens do Follow On

Confira as principais vantagens do Follow On:

 

Aumento da liquidez: Com novas ações disponíveis no mercado, o volume de negociações e a liquidez das ações em questão aumentam naturalmente, maximizando a liquidez.

 

Reforço de caixa: Para as empresas o follow é um excelente mecanismo para captação de recursos e fortalecimento de caixa!

 

Captação de recursos para investimentos: Muitas empresas utilizam a estratégia de follow on com o objetivo de captar recursos para a realização de investimentos.

Desvantagens do Follow On

Assim como tem vantagens o follow on em contrapartida possui suas desvantagens, são elas:

 

Diluição dos acionistas: Com um novo lote de ações em circulação, é praticamente inevitável que o número de acionistas cresça, diminuindo o percentual de participação daqueles que já eram acionistas da empresa que realiza um follow on.

 

Necessidade de aporte financeiro para os acionistas: Em muitos casos, as empresas necessitam realizar um aporte financeiro em favor dos atuais acionistas para que eles não venham a ser diluídos no capital da empresa.

Qual o risco de investir em um Follow On?

Empresas que realizam uma operação de follow on podem estar com dificuldades de caixa e se utilizando dessa estratégia para captar recursos.

 

É justamente nesse quesito que mora o grande risco de se investir em uma operação como essa. Afinal, qual o investidor que vai querer fazer parte de uma empresa com o caixa quebrado?

 

Por isso, é sempre bom estudar e avaliar cuidadosamente a situação da empresa, antes de entrar no follow on!

 

Por fim, você que investe em ações, já conhece o Guia Sardinha? A primeira rede social criada especialmente para investidores? Faça o seu cadastro agora mesmo e aproveite o nosso gerenciador de carteira de investimentos!

 

Gostou do conteúdo? Então não deixe de compartilhar o blog Guia da Sardinha com seus amigos e familiares que assim como você também gostam de investir e de aprender cada vez mais sobre o universo dos investimentos!

Comentários
joão pereira 3 meses atrs

Muito bom o texto. Esclarecedor.