Entendendo o que é IPO, seus riscos e vantagens!

Comentários · 507 Visualizações

Se você ainda está apenas começando a investir em ações, saiba que antes de se aventurar nesse novo mercado, você precisará conhecer alguns indicadores e termos importantes. Mas, fique tranquilo, é só acompanhar os conteúdos do Guia da Sardinha para ficar por dentro de tudo!

O que é IPO?

O termo IPO é uma sigla com origem na língua inglesa utilizada para fazer referência a Initial Public Offering que em uma tradução para o bom e velho português significa Oferta Pública Inicial. Vamos explicar melhor!

 

Em síntese o termo IPO é utilizado para se referir a uma empresa que até então não era listada na Bolsa de Valores e que no momento do IPO estará abrindo o seu capital (entrando na Bolsa) vendendo assim, suas ações pela primeira vez para os investidores em geral.

 

Também podemos dizer, que por meio do IPO, a empresa busca investidores interessados em aplicar recursos na empresa. Geralmente, com o objetivo de alavancar os negócios e fazer a empresa crescer.

 

Agora que você já sabe que IPO é a primeira oferta de ações de uma empresa, vamos entender como as empresas chegam ao valor inicial de uma ação e como participar de um IPO.

Como as empresas chegam ao preço inicial de uma ação?

Você já parou para pensar em como são definidos os preços de uma nova ação? São vários os fatores que determinam qual deve ser o valor inicial de uma ação, esse conjunto de fatores é conhecido como bookbuilding. Você já ouviu esse termo? Veja como funciona:

 

  1. A empresa define e contrata instituições financeiras e grandes bancos especializadas no lançamento de empresas no mercado de ações;

 

  1. As instituições contratadas por sua vez, realizam uma série de levantamentos de mercado e informações para chegar a um preço justo para as ações em questão;

 

  1. São definidos os intervalo de preço (mínimo e máximo) da oferta inicial de ações, levando em consideração a situação da empresa e o seu atual momento do mercado;

 

  1. Preparo do prospecto (documento distribuído no mercado e aos investidores com informações relevantes relacionadas a empresa e ao seu respectivo IPO, como por exemplo, o preço inicial das ações);

 

  1. Definição do preço justo da operação, juntamente com o banco de investimentos contratado para lançar a empresa no mercado de ações;

 

  1. Liberação de um cadastro para compra antecipada das ações, dias antes do seu lançamento no mercado;

Como participar de um IPO?

Ao contrário do que muitos pensam, qualquer investidor pode participar de uma oferta pública inicial (IPO) na Bolsa de Valores, até mesmo o pequeno e iniciante investidor, para isso, basta que o interessado possua conta em uma corretora de investimentos autorizada a negociar as ações de forma antecipada.

 

Por meio do Home Broker da própria corretora o investidor define o preço máximo que está disposto a pagar pelas ações.

 

Em seguida, ocorre o processo de formação de preço dos papéis, é nessa etapa que o investidor sabe se efetivamente participará do IPO, afinal caso o valor oferecido por ele esteja abaixo do preço formado, ele fica de fora. Por outro lado, caso o valor oferecido pelo investidor esteja acima, ele paga pelo que for estipulado na formação de preços.

 

Somente após a formação de preços as ações começam a ser negociadas de forma ampla na Bolsa de Valores.

 

Agora que você já sabe como são formados os preços e como participar de um IPO, conheça suas principais vantagens e riscos nos próximos tópicos.

Quais são as principais vantagens do IPO para o investidor?

Possibilidade de bons lucros: Uma das principais vantagens citadas pelos investidores que costumam investir em ofertas iniciais de ações, diz respeito à possibilidade de se conquistar ganhos maiores do que o habitual.

 

Isso porque, antes da empresa lançar suas ações no mercado, é realizado um estudo preliminar que determina qual deve ser o preço inicial das ações da respectiva empresa.

 

No entanto, se o mercado receber as ações com grande procura e interesse o preço fixado pode subir rapidamente momentos após a abertura do pregão. Fazendo com que o investidor que apostou no IPO da empresa em questão obtenha bons lucros.

 

Possibilidade de se tornar acionista de uma empresa de grande porte: Talvez, você ainda não saiba, mas não são todas as empresas que podem fazer um IPO, afinal esse processo envolve altos custos.

 

Sendo assim, uma das vantagens do IPO para o investidor é a certeza de que ao comprar tais ações ele estará fazendo parte do quadro de acionistas de uma grande empresa.

 

Diversificação da carteira de investimentos: Uma das regras básicas do mundo dos investimentos se chama diversificação e essa é justamente mais uma das vantagens do IPO. Afinal, quem comprar ações de uma empresa que está entrando na Bolsa, acaba aumentando a diversidade de ativos na sua carteira.

Quais são os riscos do IPO para o investidor?

Maior risco de variação nos preços: A variação dos preços em um IPO pode ser uma oportunidade para se obter bons lucros, mas também é vista como um grande risco.

 

Afinal, caso a ação em questão não seja bem recebida pelo mercado ou então, a maior parte dos investidores entenda que o seu valor inicial está super valorizado, essas ações não encontram demanda e acabam se desvalorizando.

 

Difícil Análise: Como falamos anteriormente, IPO é aquele momento em que uma empresa começa a negociar suas ações na Bolsa de Valores, até aqui tudo bem. No entanto, nem tudo são flores, afinal como analisar ações de uma empresa que ainda não tem muitas informações disponíveis, histórico e indicadores formados?

 

A falta de informações e indicadores dificulta a análise, o que sem dúvidas gera um risco maior para o investidor.

 

Estamos chegando ao final desse artigo, aqui você descobriu o que é IPO e também conheceu suas principais vantagens e seus riscos.

 

Para continuar aprendendo ainda mais sobre o mercado de ações, continue acompanhando o Guia da Sardinha!

Comentários