Os principais indicadores que você precisa saber antes de comprar ações

Comentários · 907 Visualizações

Neste artigo, falaremos sobre a importância de se controlar bem uma carteira de investimentos. Aqui daremos foco, aos principais indicadores da Bolsa de Valores e do mercado de ações, para que assim você possa ter maior domínio, controle e sobretudo conhecimento na hora de investir! U

Você está começando a investir em ações? Conhece os seus principais indicadores?

 

Investir em ações inegavelmente pode trazer excelentes rendimentos ao investidor, no entanto, para investir não basta apenas comprar e vender ações, é preciso comprar as ações certas e no momento certo, acompanhar indicadores, aspectos ligados a governança das empresas e resultados.

 

Nesse artigo, você descobrirá como funcionam os principais indicadores analisados pelos grandes investidores, analistas e corretoras. Nosso objetivo, é que você entenda de forma simples, como cada indicador é calculado e qual a sua real importância!

 

É hora de descobrir o segredo dos grandes investidores, vamos nessa?

Lucro por Ação - LPA

O LPA é sem dúvidas um dos indicadores mais importantes, se não o mais importante, quando o assunto são ações. Seu objetivo é demonstrar quanto uma empresa gera

de lucro sobre cada uma das suas ações.

 

A fórmula para seu cálculo é simples: Lucro Líquido / Total de Ações = Lucro por Ação - LPA

 

Quanto maior o resultado apresentado pelo indicador, maior o potencial de lucro e de pagamento de dividendos por ação. Empresas com um elevado LPA, costumam ser

apreciadas pelos investidores.

Índice Preço/Lucro - P/L

O índice P/L, como é popularmente conhecido, também é muito utilizado por investidores em todo o mundo. Em geral, um P/L elevado, indica que os investidores esperam uma alta taxa de crescimento para a empresa em questão. Por outro lado, um P/L baixo indica um maior grau de risco para o investidor, sinalizando que a empresa em questão pode não conseguir manter a mesma lucratividade no futuro.

 

O índice P/L também pode ser útil para ajudar o investidor a entender se o preço de uma ação, corresponde com o seu potencial em termos de retorno para o investidor.

 

Para encontrar o P/L de uma ação, utilizamos a seguinte fórmula:

 

Preço da Ação / Lucro por Ação - LPA = Índice P/L

Dividend Yield - DY

O Dividend Yield é um dos indicadores mais utilizados por aqueles que estão buscando receber bons dividendos. Para o seu cálculo soma-se os dividendos e Juros

 

Sobre Capital Próprio - JSCP dos últimos 12 meses e divide-se pelo preço da ação.

 

O resultado do cálculo é uma relação entre o preço de uma ação e a sua média de dividendos. Sendo assim, quanto maior o Dividend Yield, mais interessante a ação

em termos de juros e dividendos.

 

Para ficar mais claro, uma ação com Dividend Yield elevado é considerada "barata" com base no seu potencial de retorno em termos de dividendos pagos.

Price per Book Value - P/VPA

O P/VPA é um indicador extremamente interessante quando o assunto é o mercado de ações, pois ele pode nos ajudar a identificar se as ações de uma empresa estão sendo negociadas abaixo ou acima do real valor patrimonial da empresa.

 

Em geral, utiliza-se a seguinte convenção:

 

  • P/VPA = 1 - As ações estão sendo negociadas em um valor justo com base no patrimônio líquido da empresa;
  • P/VPA 1 - As ações estão sendo negociadas abaixo do valor patrimonial da empresa;
  • P/VPA 1 - As ações estão sendo negociadas acima do valor de mercado da empresa;

 

Sendo assim, um P/VPA baixo pode indicar oportunidade de compra para ganhos com valorizações futuras ou uma empresa em dificuldades financeiras ou envolvidas em escândalos.

 

Por outro lado, um P/VPA alto, pode indicar empresas supervalorizadas e o momento de vender as ações, prevendo uma possível desvalorização futura.

 

No entanto, os indicativos citados não são uma regra, sendo assim, é preciso que o investidor analise o contexto do mercado e outros indicadores também. Nunca tome decisões com base em um único indicador isoladamente.

 

Para encontrar o P/VPA de uma ação, divida o preço da ação pelo seu Valor Patrimonial por Ação - VPA você pode obter o VPA, dividindo o patrimônio líquido da empresa pelo número de ações emitidas por ela, logo após aplique a fórmula: P (Preço da Ação)/ VPA.

EV/EBITDA

Até mesmo, aqueles que estão começando no mercado no mercado de ações já ouviram falar no EBITDA, um termo e indicador importante com origem no inglês e que representa o  lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização.

 

Já o EV, indica o atual valor de mercado da companhia (valor das ações multiplicado pelo total de ações emitidas), somado com sua dívida líquida, menos os valores disponíveis em caixa.

 

Logo, quanto menor o EV/EBITDA mais atraente é a ação para o investidor. No entanto, como critério, seja mais objetivo o EV/EBITDA entre empresas do mesmo segmento.

Return On Equity - ROE

O ROE, também conhecido como Retorno sobre Patrimônio Líquido é calculado através da divisão do Lucro Líquido pelo Patrimônio Líquido, apresentado pela empresa no seu Balanço Patrimonial.

 

Logo, ele serve de um parâmetro para que o investidor conheça a capacidade de geração de resultados e lucros da empresa para cada centavo investido nela. Sendo assim, empresas com elevado ROE, acima de 10% ou 15% são em geral boas opções para se investir.

Dívida Líquida sobre Patrimônio Líquido - DL/PL

Esse indicador é do tipo, "quanto menor melhor", tendo em vista que ele representa o percentual de endividamento que uma empresa possui em relação ao seu patrimônio líquido.

 

Como o próprio nome sugere, calculá-lo é muito fácil, basta dividir a dívida líquida da empresa pelo seu patrimônio líquido.

 

Em geral, não se recomenda o investimento em empresas com DL/PL acima dos 50%, por exemplo, devido ao alto risco de insolvência e baixo retorno em termos de dividendos e Juros Sobre o Capital Próprio.

Margem Líquida

Para facilitar o entendimento, podemos dizer que este indicador representa o quanto se obteve de lucro a cada R$ 1,00 em vendas.

 

A margem líquida varia entre segmentos, por isso não faz muito sentido especificar um valor mínimo para esse indicador. É mais fácil entender como ele funciona na prática.

 

Para isso, entenda que uma empresa com receita líquida de R$ 1 milhão e  lucro líquido de 100 mil, obteve uma margem líquida de 10%. O que pode ser bom ou também ruim, tudo dependerá do setor em que ela está inserida.

 

Estamos chegando ao final, desse artigo, aqui você conheceu 8 dentre os principais indicadores para análise de ações, vamos relembrar quais são?

 

  • Lucro por Ação - LPA
  • Índice Preço/Lucro - P/L
  • Dividend Yield - DY
  • Price Per Book Value - P/VPA
  • EV/EBITDA
  • Return on Equity - ROE
  • Dívida Líquida sobre Patrimônio Líquido - DL/PL
  • Margem Líquida

 

Listamos esses indicadores para que você nunca se esqueça de olhar cada um deles e fazer uma análise completa antes de decidir por investir ou não nas ações de uma empresa.

 

Existem outros indicadores? Sim. Mas, acreditamos que com base nesses que são os principais, você já consiga tomar decisões mais assertivas e concretas quando o assunto é o investimento em ações.

 

Gostou do conteúdo? Esperamos que sim! Para continuar aprendendo ainda mais sobre o mercado de ações, acompanhe os conteúdos e publicações do Guia da Sardinha!

 

Nosso objetivo é ajudar você pequeno investidor a crescer, tomar as melhores decisões, e assim se transformar em um grande investidor!

 

Quer ajudar o Guia da Sardinha a crescer? Então, não deixe de divulgar nosso site e conteúdos para seus amigos, investidores e futuros investidores! Compartilhe nossos conteúdos através das suas redes sociais!

 

Até a próxima!

Comentários